AO VIVO: CPI da Covid-19 ouve coronel citado como elo da Davati com o governo

Author

Categories

Share

A CPI da Covid-19 ouve, nesta terça-feira, 10, o coronel da reserva do Exército Helcio Bruno de Almeida, presidente da ONG Instituto Força Brasil. Ele é apontado como ele entre vendedores da Davati Medical Supply com o governo do presidente Jair Bolsonaro. Em suas páginas nas redes sociais, o instituto conservador se define como “pró-vida” e “pró-armas”. De acordo com Luiz Paulo Dominguetti e Cristiano Carvalho, que se apresentaram como representantes da Davati e já depuseram à comissão, o militar foi o responsável por abrir as portas do Ministério da Saúde, a pedido do reverendo Amilton Gomes de Paula, aos intermediários, que ofereceriam 400 milhões de doses da vacina da AstraZeneca à União – a farmacêutica, no entanto, negocia seus imunizantes diretamente com governos federais. Nesta segunda-feira, 9, a ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu a Helcio Bruno o direito de permanecer em silêncio em perguntas que podem incriminá-lo. Ele não poderá silenciar em questionamentos que dizem respeito a terceiros. A magistrada negou o pedido para que ele pudesse faltar ao depoimento. Como a Jovem Pan mostrou, a oitiva de hoje encerra as investigações do caso Davati e redireciona o foco para outras frentes de investigação, entre elas, a divulgação de notícias falsas durante a pandemia.

Author

Share