AO VIVO: CPI da Covid-19 ouve coronel que testemunhou suposto pedido de propina por vacinas; siga

Author

Categories

Share

A CPI da Covid-19 ouve, nesta quarta-feira, 4, o tenente-coronel da reserva do Exército Marcelo Blanco. Ex-assessor de Roberto Ferreira Dias no departamento de Logística do Ministério da Saúde, ele testemunhou o suposto pedido de propina de US$ 1 por dose na compra de 400 milhões de doses da AstraZeneca que teria ocorrido em um jantar no dia 25 de fevereiro em um restaurante em Brasília. Ouvido no dia 1º de julho, o cabo da Polícia Militar de Minas Gerais Luiz Paulo Dominguetti, que se apresentou como representante da Davati Medical Supply, disse que recebeu um pedido de vantagem indevida de Dias, indicado do Centrão para o cargo. No dia 15 de julho, Cristiano Carvalho, outro vendedor da Davati, afirmou que Dominguetti o reportou um pedido de “comissionamento” que seria endereçado ao “grupo do Blanco”. O coronel chega à comissão amparado por um habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo a decisão, o depoente pode ficar em silêncio em perguntas que possam incriminá-lo, mas tem a obrigação de falar sobre fatos que testemunhou. Acompanhe a cobertura ao vivo da Jovem Pan:

Author

Share