Governo e oposição fecham consenso e reforma do IR é adiada

Author

Categories

Share

Após mobilização de líderes do centro, da oposição e do governo, a Câmara dos Deputados adiou novamente a votação da reforma do imposto de renda. O pedido da retirada de pauta foi aprovado nesta terça-feira, 17,  por 399 votos a favor contra 99 contrários. O líder do governo, Ricardo Barros (PP-PR), concordou com a fala do deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) e afirmou que existiam divergências com o texto final. “O deputado Freixo propôs que ganhássemos um tempo para chegar ao entendimento. Temos divergências com esse texto, em especial em relação a eventuais perdas que estados e municípios tenham. Há muitos destaques que podem desvirtuar o equilíbrio do que foi garantido”, afirmou Ricardo Barros. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) disse que o cenário da Câmara impossibilitava a obtenção de um consenso sobre o tema. “Neste cenário, é impossível consenso sobre esse tema. E o que a gente só precisa fazer é separar o que é política do que é justo, do que é correto com o Brasil”, explicou o presidente da Casa.

Author

Share