Moradores relatam desespero para salvar famílias durante incêndio em favela de SP

Author

Categories

Share

A polícia e o Corpo de Bombeiros investigam as causas do incêndio que destruiu parte da favela Esperança no Jardim São Luiz, zona sul da capital paulista. O local abriga cerca de 220 famílias. Um dos líderes comunitários, Jonny Vilar afirma que a situação é precária. “A situação nossa aqui é vulneral, precária. Estamos passando uma dificuldade que não temos apoio político, nada. Não sabemos a origem, mas pegou fogo. Começou em um barraco, explodiu botijão de gás. Mas a nossa comunidade está intacta, só uns barracos que pegaram fogo.” As chamas se alastraram rapidamente. Os moradores dos barracos atingidos não tiveram tempo de fazer nada. Apenas correr com a própria roupa do corpo. Não deu para salvar nenhum pertence.

Desolada, a Vanessa Amanda de Oliveira, mãe de 4 crianças, conta que só pensou em socorrer os filhos. “Se eu tivesse dormindo eu acho que nem dava tempo. Graças à Deus deu tempo de sair com ele. Perdi tudo, tudo. Máquina de lavar, acabei de comprar, não tive nem chance de lavar roupa. Televisão, a roupa, berço da neném. Tudo. Só a roupa do corpo, nem o chinelo a gente tem.” O mesmo drama viveu a senhora Sueleide da Silva. “Eu estava dormindo, só vi meu irmão me puxando, que em cima da minha cama já tinha pegado fogo. As paredes já tinham pegado fogo e eu não vi. Só vi quando me puxaram e eu sai correndo. Fiquei com nada, o resto, a pouca coisa que eu tinha, não tenho mais nada.” Cerca de 25 homens e oito viaturas do Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência e conseguiram debelar o fogo.

*Com informações do repórter Daniel Lian 

Author

Share