Chevrolet Opala: Que Carro! segundo a opinião de Fernando Siqueira Carvalho

Author

Categories

Share

Fernando Siqueira Carvalho está entre os fãs chamados de “Opaleiros”. Essa máquina quente foi criada em 1968 para concorrer com nada menos que o Ford Galaxie e Dodge Dart, o Opala ficou famoso logo ao chegar ao Brasil, seu design moderno para a época e seu motor de 4 e 6 cilindros que esbanjava potência deixou os brasileiros apaixonados.

O opala chegou a ser o segundo mais vendido, como base nisso a marca criou várias versões dá mais básica até os luxuosos em 73, tinha versão que vinha com teto em vinil, revestimento interno em detalhes de madeira jacarandá e o motor 4.1, um verdadeiro “avião”, acelerava de 0 a 100 em 14 segundos, coisa de louco para aqueles anos.

Com sabemos o Opala foi um dos modelos de automóvel fabricado pela General Motors do Brasil, Fernando Siqueira Carvalho acredita que o motivo do sucesso do Opala se deu pelo fato de ser o primeiro veículo de passeio em que GM fez no Brasil, quando foi apresentado em 68 no salão do automóvel a aceitação foi imediata e as vendas dispararam e o modelo se consagrou de uma vez por todas.

Com inspiração no “Opel Rekod” da Alemanha e seu estilo de carros de luxo americano não poderia dar mesmo errado, lembro do Opala Diplomata, Opala Comodoro dentre outras versões eram o sonho dos jovens brasileiros, mas por conta da situação financeira brasileira esse carro foi para poucos que tinham grana sobrando e nem esquentavam a cabeça com a gasolina cara. Vamos ser sinceros, o Opala foi um carro maravilhoso, mas bebia muito e um cidadão comum jamais poderia o manter, o que era uma pena. No ano 1992, para tristeza de Fernando Siqueira Carvalho o Opala deixou de ser fabricado no Brasil, desta forma o sonhos de alguns foi a ruína, nos anos seguintes com a abertura de mercado para outros países começou a chegar outras marcas de carros e o opala já não fez tanta falta mas até nos dias de hoje quando vemos um “opalão” seis “canecos” funcionando o coração de amantes de carros bate até mais forte!

Author

Share