Entenda melhor a elaboração das bulas medicinais e sua regulamentação

Author

Categories

Share

Você com certeza já deve ter ficado indignado com o tamanho das bulas dos medicamentos, correto? O empresário Manoel Conde Neto, ressalta que esse documento possui imensa importância na comercialização dos medicamentos, visto que é a principal fonte de comunicação com os consumidores. Pensando nisso, se você possui interesse ou curiosidade no assunto, leia este artigo até o final e compreenda como as bulas são formuladas.

De início, é importante que você saiba qual a finalidade deste documento legal sanitário, a qual consiste em orientar os pacientes acerca do uso seguro e do tratamento eficaz dos medicamentos. Mas você sabia que existem dois tipos principais de bulas? Aquela direcionada exclusivamente para o paciente, com uma linguagem mais acessível e objetiva, e outra com foco no profissional da saúde, em que são usados termos mais técnicos.

Manoel Conde Neto
Manoel Conde Neto

Agora que você entendeu para que servem esses documentos tão extensos, vamos entender quais são as informações principais que devem constar neles. Como assimila o empresário Manoel Conde Neto, desde 2009 foi elaborado um documento intitulado “Resolução – RDC n°47, de 8 de setembro de 2009” que possui como objetivo estabelecer regras para a elaboração, atualização, publicação e disponibilização das bulas de medicamentos. Confira abaixo algumas das informações essenciais que devem estar presentes no documento:

  • Prescrição;
  • Preparação;
  • Administração;
  • Advertências.

Além disso, ela deve ser separada em três grandes partes: identificação do medicamento, informações e Dizeres Legais. Como sabemos, todas as informações ali contidas sobre o medicamento e sua respectiva orientação devem estar em consonância com a regulamentação exposta pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), sendo a indústria que produz o medicamento, a principal responsável por transmitir essa comunicação de forma correta e eficaz.

Você sabia que também existem bulas eletrônicas? Com o avanço tecnológico e a menor frequência no uso de papéis, foi desenvolvido o documento de forma digital, para facilitar o acesso à população, de forma gratuita. Na perspectiva do empresário Manoel Conde Neto, o Bulatório Eletrônico permite o acesso das bases de dados das bulas dos medicamentos, podendo ser consultado tanto por profissionais quanto por pacientes. Após a leitura, conseguiu entender a importância das bulas para o consumo de medicamentos? Por isso, a partir de agora, não deixe de lê-la!

Author

Share