Quais são as fraudes financeiras mais comuns?

Author

Categories

Share

O empresário Márcio Alaor de Araújo é especialista em finanças e, reunindo amplo conhecimento acerca do mundo financeiro e tendências, a convite de nossa redação, fala sobre as fraudes financeiras mais comuns como forma de alertar as pessoas acerca dos riscos envoltos em tais golpes. Por isso, se deseja saber como se proteger de fraudes financeiras, acompanhe o artigo.

Golpes financeiros no WhatsApp

O primeiro tipo de golpe a ser elencado por Márcio Alaor de Araújo possui relação direta com o aplicativo de mensagens WhatsApp. A grande possibilidade de disseminação de informações, cria um espaço propício para a fomentação de notícias falsas, golpes e fraudes financeiras, dentre outros infortúnios que prejudicam, majoritariamente, a população mais carente. 

Desse modo, o empresário Márcio Alaor de Araújo ressalta a importância de não clicar em links suspeitos e suspeitar de mensagens atrativas que oferecem quantias e prêmios. Além disso, é possível pesquisar em plataformas específicas se tais mensagens são falsas, como Boatos. 

Golpe do Boleto falso 

Outra fraude gravíssima que Márcio Alaor de Araújo é o Golpe do Boleto Falso. O falsário emite um boleto falso e, por desatenção, o comprador paga a quantia sem receber nada em troca. Desse modo, o empresário indica conferir atentamente todas as informações contidas no documento, os dados do beneficiário, valores e instituição, além disso, confira atentamente o início do código de barras, pois trata-se do identificador do banco emissor.

Golpe do pagamento por aproximação

A nova tecnologia contactless permitiu pagamentos dinâmicos e rápidos, sem senha, basta aproximar o cartão da maquininha de pagamentos e está feito. O empresário Márcio Alaor de Araújo explica que bandidos acionam o pagamento em maquininhas em locais cheios, como transporte público e ruas movimentadas e, desse modo, roubam suas vítimas. Por isso, desabilite a função contactless e aumente a segurança de seus cartões e aplicativos bancários.

Author

Share